Em 1969, uma ideia surgida de um encontro entre o grande violonista Paulinho Nogueira e Giorgio Giannini se transformaria num sucesso internacional: a Craviola Giannini.

Esse encontro gerou as primeiras sementes para um instrumento com um shape diferenciado e uma sonoridade única. Somente após muitos desenhos e a construção do primeiro protótipo é que o nome Craviola surgiu.
Como não tinha ideia de que tipo de alteração sonora a forma inusitada proporcionaria, Paulinho só notou que o som era único após tocar o primeiro modelo. "Eu só fui ter essa noção mesmo depois que ela ficou pronta. Como parecia um pouco do som de cravo e um pouco de viola, nasceu o nome evidente.
Nos Estados Unidos eles gostaram muito desse nome, caiu bem para eles”. Surge então a Craviola, um produto exclusivo da Giannini, patenteado internacionalmente.
Paulinho Nogueira era um professor de violão notoriamente reconhecido, tendo lecionado por muitos anos e escrito métodos que são usados até hoje por muitas escolas.
Entre seus mais famosos alunos estão Toquinho, Chico Buarque e Vinícius de Moraes. Gravou vários discos, lançados no Brasil e no exterior. Este reconhecimento de Paulinho Nogueiro ajudou a popularizar a Craviola em todo o mundo.
Já conhecida, a Craviola conquistou uma legião de fãs, de vários estilos musicais, e músicos de todo o mundo se renderam ao estilo e sonoridade da nossa Craviola, como Jimmy Page, Robert Plant (que a utilizaram na gravação do álbum Tangerine, do Led Zeppelin), Andy Summer (The Police), Elvis Presley, Tom Petty, Bill Winters, José Feliciano, Luis Bonfá (um dos pais da Bossa Nova, que ajudou a popularizar o estilo internacionalmente), Linda Perry (do 4 Non Blondes, que aparece usando uma Craviola no clip da música What’s Going on), Frejat, Glenn Hugges (Deep Purple e Black Sabbath), Wander Taffo, Marcelo Falcão, Tomati, Lobão, Rodrigo Suricato, entre muitos outros.

Muitos músicos se apaixonaram pela e ajudaram a consolidar sua fama e sua identidade em vários estilos musicais. Entre os mais famosos podemos citar:

Jimmy Page - Led Zeppelin

Guitarrista e compositor do lendário grupo de rock Led Zeppelin, Jimmy conheceu a Craviola® no início dos anos 70 e gravou vários sucessos empunhando seu modelo de 12 cordas. O mais conhecido deles é "Stairway to Heaven", que se tornou um "hino" que até hoje é idolatrado pelos fãs do grupo, graças a sua sonoridade incomum, muitas vezes associada a instrumentos asiáticos e do oriente médio. Além de gravar muitos outros sucessos com a Craviola®, Jimmy Page ainda fez várias aparições ao vivo nos shows do Led Zeppelin, fortalecendo a associação da sua imagem "àquele instrumento com forma de gota", como muitos músicos definem a Craviola®.

José Feliciano

Violonista Porto-Riquenho, José começou sua carreira em 1950 e logo imigrou para os EUA, onde construiu uma carreira sólida, composta por muitos sucessos e por aparições históricas em shows ao redor do mundo. A partir dos anos 70, José Feliciano começou a tocar com a sua Craviola® aço de 6 cordas e participou de vários shows e programas de televisão com o instrumento, divulgando dentre outros sucessos sua versão para "Light my Fire", que até hoje é uma das músicas mais executadas em todo o mundo. Ganhador de vários Grammy, gravou mais de 30 discos e hoje sua primeira Craviola® está exposta no Hard Rock Café de Nova Iorque e sua foto no Hall of Fame é empunhando a Craviola®.

Luis Bonfá

Um dos pais da Bossa Nova, Luis Bonfá é um dos músicos brasileiros mais conhecidos nos EUA. Bonfá excursionou pelos E.U.A., entre 1956 e 1959, com a cantora Mary Martin, gravando LPs na etiqueta Atlantic, com elogios da crítica norte-americana pelo seu virtuosismo. A partir de então, popularizou a Bossa Nova, tendo participado do histórico festival realizado no Carnegie Hall de New York em novembro de 1962, sendo o único músico obrigado pelo público a "bisar" sua apresentação com "Manhã de Carnaval", música que até hoje é sua principal identificação no mercado americano, por ter ganho a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1959, como trilha do filme

Hoje, com a volta da fabricação e exportação da Craviola® Giannini, muitos músicos de renome internacional já aderiram ao instrumento, buscando mais identidade sonora e visual para suas carreiras. Conheça alguns deles:

Andy Summer

Bill Winters

Robert Plant

Linda Perry

Bell Marques

Cidadão Instigado

Frejat

Glenn Hugges

John-Chiodini

Lobão

O Rappa

Rodrigo Suricat

Tomati

Wander Taffo

Xandão